Perguntas Frequentes

Aqui estão reunidas as perguntas mais frequentes realizadas pelos pessoas que nos procuram.



Se a resposta para a sua dúvida não estiver listada abaixo, entre em contato conosco.

 

info@marciolittleton.com

Cirurgias Feminino para Masculino

- Qual a técnica mais frequentemente utilizada para a genitália?

R: Podem ser realizadas a metoidioplastia definitiva, a metoidioplastia preparatória para receber o neofalo e a neofaloplastia com cicatriz na linha da cintura, ou seja, não utilizamos partes dos ante-braços, pernas ou costas por acreditarmos que nestes locais as cicatrizes ficam muito visíveis e estigmatizantes. 

 

- Como é escolhida a técnica?

R: A decisão é conjunta entre a equipe cirúrgica e o paciente.

 

- Após quanto tempo de hormônioterapia com testosterona pode ser realizada a mamoplastia masculinizadora?

R: O uso da testosterona não e pré-requisito para a mamoplastia masculinizadora. Assim, a cirurgia pode ser realizada antes ou a qualquer tempo após o início da testosterona.  

 

- As principais cirurgias, mamoplastia masculinizadora e histerectomia total com vaginectomia, podem ser realizadas na mesma internação?

R: Como a nossa equipe cirúrgica sempre conta com pelo menos dois cirurgiões experientes durante os procedimentos, se o paciente apresentar boa saúde, estas cirurgias podem ser associadas.

 

- Como é preservada a sensibilidade na neofaloplastia?

R: A cuidadosa técnica de preservação dos nervos e vasos que se dirigem ao clitóris possibilitam a sensibilidade do neofalo.

 

- O neofalo pode ter ereção?

R: Sim, mesmo sendo possível a penetração antes do implante de próteses, com esta cirurgia conferimos uma maior rigidez ao neofalo.

 

- O neofalo pode ejacular?

R: Não, mesmo sendo possível urinar pelo neofalo, como os orgãos internos responsáveis pla exaculação não existem, próstata e vesículas seminíferas, não existe ejaculação durante o orgasmo.

 

- Qual o custo das cirurgias?

R: Os honorários da equipe chefiada pelo Dr. Marcio Littleton, composta por pelo menos dois cirurgiões, um médico anestesista e um instrumentadora variam de acordo com cada caso. Eles são passados após consulta médica ou pré-avaliação pelo e-mail. 

 

- Quanto tempo eu devo permanescer no Rio de Janeiro?

R: Depende da distância da sua cidade até o Rio de Janeiro e das cirurgias que você ira ser submetido.

 

- Existem pacotes com trasporte e hospedagem?

R: Não, os pacientes são responsáveis pelo transporte aéreo ou terrestre até o Rio de Janeiro e pela hospedagem na cidade durante o período que não estiverem internados no hospital. Existe a opção para "hospedagem" no próprio hospital e inclui as refeições diárias, enfermeiras, nutricionistas, médico plantonista e medicamentos pós-operatórios.